Resenha - Stolen - Lucy Christopher

Leia mais

Resenha - Tentação ao Pôr do Sol - Lisa Kleypas

Leia mais

Resenha- Casamento Hathaway - Lisa Kleypas

Leia mais

#Resenha - Palácio da Meia - Noite - Carlos Ruiz Zafón

                                                
O Palácio da Meia - Noite
Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma das Letras
♥ ♥ ♥ ♥
Trilogia Névoa


    Em o Palácio da Meia - Noite embarcamos em mais uma aventura e mistérios criado pelo Zafón,  um livro tão gostoso de ser lido, regado de mistério e com uma narrativa tão viva que fica impossível querer abandonar o livro por alguns minutos. O Palácio da Meia – Noite faz parte da trilogia Névoa, mas pelo que eu percebi são histórias totalmente diferentes, o único fator em comum é que as aventuras são vividas por crianças super curiosas e aventureiras que não dispensam um bom mistério e muito menos a amizade.
   A história começa com um soldado inglês tentando salvar a vida de duas crianças da morte.  Salvar a vida das crianças da unica mulher que ele amou na vida, sabendo que não passará dessa noite, o soldado tenta encontrar um lugar seguro para as crianças e procura pela avó das crianças Aryami Bosé que decide que o melhor a se fazer é separar as crianças já que correm perigos juntas. As crianças foram criadas separadas,  o menino foi para o orfanato St’s Patrick que lá ganhou o nome de Ben. A menina Sheere leva uma vida de viajante junto de sua avó.
  Dezesseis anos se passaram, e Ben vive sua última noite no St’s Patrick, onde fez ótimas amizades. Lá, conhece Isobel, Ian, Seth, Siraj, Michel e montaram o Chowbar Society.  Um clube onde se reúnem para contar histórias que nunca contaram a ninguém, também e um grupo onde dividem seus medos  e ajudam uns aos outros. E é nesse grupo que Ben e Sheere se encontram, mas ainda não sabem que são irmãos. Mas devido ao relato da história que Sheere dividiu com o grupo começam uma busca pelo pai de Sheere, um grande construtor que acabou construindo uma coisa que seria ótima para o crescimento da cidade, mas que acabou sendo um grande desastre.
  Nesses dezesseis anos, o homem que perseguia as crianças está de volta, atrás de algo que o pertence, mas o que seria? Ele não pretende ir embora de mãos vazias como da outra vez. E pela sua presença na pequena cidade, coisas estranha começam a acontecer. E a partir desses acontecimentos o Chowbar Society começa um investigação a fundo sobre a vida desse homem que tanto persegue os irmãos.
  Aryami Bosé esconde alguns segredos, e é através dela que as crianças descobrem mais sobre esse perseguidor. E descobrem que se trata de um espirito que está atrás de vingança. Através de histórias do passado, os jovens da Chowbar Society embarcaram em várias aventuras e mistérios através do Passáro de Fogo.

Bom, a maratona literária chegou ao fim ontem! E essa Maratona não funcionou do jeito que eu queria/esperava, sério acho que foi a pressão rs', só consegui ler 1 livro e metade do outro. Decepcionante! Definitivamente maratonas não funcionam comigo! |Espero que gostem da resenha! Beijos

8 comentários:

  1. Eu adoro a forma de contar histórias do Zafón! É uma mistura de mistério com macabro que dá super certo. Estou de olho nesse livro há um bom tempo e tenho muita convicção de que vou gostar!
    Quanto a maratona, confesso que também não me dou bem com isso! Nunca consigo cumprir as metas. Hoje em dia nem participo mais.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, mas não pretendo ler esse livro por enquanto, não sou muito de ler esses tipos de histórias.

    E eu também não consigo fazer maratonas, preciso ler o livro com calma, se não eu não entendo nada..
    Bjs

    http://myself-here1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Sua resenha esta muito bem esplicada mas o livro em si não me atrai, não tem nada que me atraia, uma pena,
    e ler com uma coisa implicada não fnciona comigo, pois se coloco na cabeça esta semana vou ler 3 livros eu nunca que consigo e deixo rolar eu leio..rs, coisas que acontecem,
    beijos.

    ResponderExcluir
  4. Gostei! Minha mãe ama os livros do Zafón. Eu não gosto muito de livros de mistério mas fiquei curiosa, eu gosto e não gosto de coisas que dão um medinho. Vamos ver se eu não acabe resolvendo ler algum livro dele, tenho certeza que ele escreve muito bem!
    Beijos,
    Starbooks

    ResponderExcluir
  5. Bem,
    apesar de conhecer Zafon, eu nunca me interessei em ler nada dele (é)... Mas li sua resenha e achei o inicio bem interessante... Mas analisando tudo que vc falou, acho que não leria... Essa coisa do misterio todo da avó.. não sei se tenho paciência! ultimamente livros assim me deixam mt ansiosa!
    Achei show a questao do 'clube' no orfanato, mas ainda não tive vontade de ler!

    bjss

    ResponderExcluir
  6. OI Tahis...Como falei na postagem anterior, ainda não li do autor,mas depois de conferir esta resenha com certeza pretendo ler.Apesar de parecer uma historia infanto-juvenil,ele parece ser uma leitura leve e despretensiosa.Uma pena este fato da maratona mas o que vale é a participação!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Já ouvi falarem muuuuito bem desse autor e gostaria muito de ler Marina. Me interessei também por essa série independente depois de sua resenha! Parece que o livro traz bastante lições e merece uma atenção minha!
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  8. Já li algo sobre o primeiro livro, mas não sabia que se tratava de uma trilogia. Amei tua resenha. Acho que se eu o visse em uma prateleira não seria uma opção para levar p casa, mas acho que vale a pena ler depois da tua resenha.

    Bjs

    ResponderExcluir

Olá, que bom ter você aqui no meu cantinho, obrigada pela visita e pelo seu comentário, saber a sua opinião é muito importante! Volte sempre!