Resenha -Mais Uma Chance para o Amor- Mila Maia

Leia mais

O Que Andei Lendo - Agosto - Setembro

Leia mais

Resenha - Casada Até Quarta - Catherine Bybee

Leia mais

#Resenha - Proibido - Tabitha Suzuma


   Proibido
   Tabitha Suzuma
   Editora Valentina


Eu sempre tenho dificuldade em começar uma resenha e sempre falo isso no início de uma, e com esse livro não vai ser diferente. “Proibido” foi uma leitura intensa, eu comecei a ler dia 23 de março e acabei ontem dia 14 de Abril, claro que eu estava intercalando com outros livros, mas a demora também foi pelo fato de pelo menos pra mim o livro ser um pouco, não digo pesado, mas de uma forma incomoda. Essa resenha contem spoilers, porque não tem como não comentar certas coisas sem soltar uns, mas vamos ver!

   Proibido nos conta a história de Lochan e Maya, vemos a história pelo ponto de vista dos dois, o que foi ótimo para esclarecer as coisas.  Lochan e Maya são jovens, inteligentes,  amigos e apaixonados. Só que temos um problema, eles são irmãos.
Os dois vivem com seus outros irmãos, Kit, Willa e Tiffin, ambos moram em uma casa simples com sua mãe, quer dizer a mãe parece mais uma turista e não liga muito para as crianças, vive bêbada e sempre usa a desculpa de que está jovem e precisa se divertir, sempre passa semanas longe de casa, ficando com seu namorado. As crianças já estão acostumadas e a responsabilidade da  casa fica nas costas de Lochan e Maya. Eles dividem os afazeres da casa, ajudam a cuidar dos irmãos menores e ainda estão no colégio, então a carga é muito pesada para eles.

   Lochan é um menino inteligente, sempre com as melhores notas nas matérias, mas tem um pequeno problema de se socializar, na escola sempre está sozinho, com medo que falar na frente de seus colegas e mesmo a sós com os professores. Lochan fica em pânico.  Mas em casa as coisas são diferentes, em casa ele é o responsável, tem que ter voz para falar com as crianças, mesmo que seja tachado como o chato. Lochan é muito estudioso e está se preparando para a universidade, mas precisa superar o medo de falar em público. Tudo isso aconteceu, depois que seu pai abandonou a família, como ele é o mais velho, se sente culpado pela partida do seu pai, e sua mãe que não colabora em nada, faz questão de jogar isso na sua cara.
  Maya é uma menina doce, inteligente e assim como Lochan faz de tudo pelos seus irmãos. Sempre tenta ver as coisas pelo ponto positivo, mesmo que tudo ao redor esteja desmoronando, ele sempre tem um sorriso e seu jeito alegre ilumina por onde passa. Ela assim como Lochan, são maduros demais para a idade que tem, carregam um grande fardo nas costas. Mas não se veem sem aquela família. 

  Esse livro foi indicado pela Tayana do blog Let It Shine, ela insistiu para eu ler e assim eu fiz, meti a cara sem saber muito bem do que se tratava. Assim que comecei a ler esse livro não imaginava que rumo as coisas iriam tomar e conforme ia lendo eu pensava: Isso não é possível, será isso mesmo?     

   Proibido, é um misto de sentimentos, eu senti raiva, amor, ódio, e certa repulsa. É aquele tipo de livro que ama ou odeia, eu fiquei em cima do muro, várias vezes tentava me imaginar na situação, e era difícil e ainda é. Por mais impactante que tenha sido, eu fiquei comovida com a história, ela me tocou já no finalzinho, senti a dor de cada um, e vi que era um sentimento tão lindo e verdadeiro que fiquei me perguntando, era errado? Era certo? 

 O final foi triste e muitas vezes me perguntava o porque daquilo tudo, sabe, a história começou a me deixar muuito emotiva e com raiva em alguns momentos. Raiva da mãe, raiva do pai, raiva até de um dos irmãos. Foi uma leitura intensa, triste e que eu fiquei dias pensando e remoendo tudo que aconteceu.  Esse livro é impactante, nunca passou pela minha cabeça tal história, que apesar de ser uma coisa surreal, ela mexe com você, te deixa pensativa, angustiada. Foi uma experiência bem diferente e eu gostei, pois estou acostumada a ler aqueles romances possíveis, com finais felizes e tal. 
Enfim, recomendo o livro, mas adianto, esteja preparada! 

20 comentários:

  1. Esse livro é maravilhoso, mas concordo com você: é preciso estar preparado para fazer essa leitura, já que é tão intensa. Sua resenha descreveu bem tudo que eu senti quando li e concordo com você a respeito dos sentimentos, é muitas emoções de uma vez só. Fico feliz que você tenha lido e seguido a indicação de sua amiga. Eu sempre recomendo também esse.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Tah,
    Olha esse livro é de deixar qualquer um maluco, e como você bem disse, ou se ama, ou se odeia. Esse livro é TENSO demais. Você não sabe se torce, se sente nojo, um misto de sentimentos que é quase impossível de lidar. Eu diria que ele é o tipo de livro que você tem vergonha de dizer que gosta, por medo do que podem dizer de você por gostar de algo assim. Eu lembro que uma moça, que era minha amiga, disse que eu só podia ser doente por gostar de algo assim.
    O fato é que já li livros com esse tema e vou te dizer, a Tabitha é rainha. Que escrita. Estava ansiosa por essa resenha e amei ❤

    Abraço e Bons Livros,
    Claquete Geek ❤

    ResponderExcluir
  3. Oie, esse livro é uma história sobre a qual eu tenho ouvido muito falar e cada vez mais fico curiosa. Gosto de saber que ela é emotiva e que nos faz refletir, essas histórias são maravilhosas e por ser um livro carregados de sentimentos pesados eu gosto mais ainda. QUe bom saber que você gostou e leu ele pela dica da sua amiga, eu também pretendo ler de tanto que tenho visto resenha sobre.

    ResponderExcluir
  4. Oi Tahiz, eu já Proibido há muito tempo, antes mesmo do lançamento oficial aqui no Brasil. Foi por meio de uma tradução amadora e posso te dizer que do pouco que lembro o que me marcou foi aquele final. Ano passado eu adquiri o físico lançado pela Valentina e até hoje ainda não tive coragem de reler. Realmente a história é densa e nos deixa em dúvida: como algo que parece errado, parece ser tão certo? Enfim, sei que esse dia ainda vai chegar e já posso ver que as mesmas sensações que você teve, é provável que eu tenha. E isso é até bom, pois a verdade é que a vida é mais cheia de finais tristes do que felizes, não é verdade?

    beijo
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  5. Olá, se tem um livro que eu não faço a menor questão de ler é esse (e muitos outros também, mas como o da vez é esse...). Não me passa pela cabeça essa história e não aceito em hipótese nenhum, irmãos deveriam ter sentimentos puros um pelo outro e jamais algo desse tipo. Mesmo que você tenha gostado do livro e falado bem dele, apesar de ser intenso, triste... Eu não consigo me imaginar gostando dele. Já tenho nojo dele só de ler as resenhas, raiva também. Imagino que deva ser mesmo uma leitura incomoda. Menina, não vi nada de spoiler na tua resenha kkk tudo isso eu já sabia de ler em outras resenhas, mas acho que o que você falou é necessário e não spoiler, não tem como falar desse livro sem dizer que eles são irmãos, que cuidam da casa e que a mãe e mais do que negligente.

    ResponderExcluir
  6. desde que vi esse livro sempre tive vonttade de ler mas nunca tive chance, até hoje :(
    mas ele tá em mi wishlist e quando eu fizer a leitura, tomara que ele me deixei com esse misto de emoções conturbadas... se o final é trise, já me ganhou... não costumo gostar de romances água com açucar...
    bjs.

    ResponderExcluir
  7. Aaaaaaamiiiiigaaaaaa, maravilhosa, que resenha, socorro!!!
    Já te disse ele livro pediu tudo de mim, e quando eu entreguei meu coração, o livro arrebentou com ele. Lochie vai ser sempre meu amor literário mais impossível, mas, eu ainda amo. Hahaha. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  8. Oiee ^^
    Esse livro foi o livro mais forte e impactante que eu já li na vida, e acabou comigo. De verdade. Também senti raiva de praticamente todo mundo no final, e não conseguia absorver o que tinha acontecido, sabe? Demorou para eu aceitar o desfecho, levou dias para "Proibido" sair da minha cabeça e me deixar ler outros livros...haha'
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi linda, tudo bem?
    Esse livro é simplesmente maravilhoso!
    Um dos melhores que já li na minha vida! Fiquei emocionada com essa história e chorei muito com tudo que aconteceu.
    Essa é realmente o tipo de história que ou se ama ou odeia! No meu caso eu me amei.
    O livro em nenhum momento me causou repulsa coisa que até imaginei que talvez acontecesse, mas a história de amor é tão linda e verdadeira que não senti nada a não ser amor pelos dois.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  10. Oie Thaiz!
    Também resenhamos este livro no CEL e mesmo quem não tem problemas para iniciar uma resenha deve ficar meio perdido em como começar a resenha deste livro, pois a carga dramática é tremenda e ele toca em vários assuntos delicados ao mesmo tempo!
    Sempre acho interessante e importante ver o ponto de vista de outras pessoas e o seu ficou bem perto do meu; não tinha como eu aprovar ou reprovar totalmente o livro! Tem horas que amei e horas em que odiei. Sempre penso que a autora foi muito corajosa a ao escrever este livro!
    Sobre sua resenha, apesar de você ter mencionado os spoilers na verdade não vi nenhum. você de maneira clara e objetiva apresentou a história e deixou bem claro que esta não é uma leitura leve ou um romance comum e por isso gostei muito!

    Bjinhos ;)

    Elaine M. Escovedo

    http;//www.caminhandoentrelivros.com.br

    ResponderExcluir
  11. Esse livro é lindamente triste.
    Vejo pessoas dizendo que acha inconcebível esse livro e tal, mas o que mais me incomoda não é o fato de dois irmãos se apaixonarem, mas sim o julgar sem ler.Logo quando esse livro saiu me veio na mente um história verídica de um casal que apos anos de casados, quando até já tinham filhos descobriram que eram irmãos, será que pelo fato de eles desconhecerem isso eram menos culpados do que os personagens de Proibido?
    Como você senti um misto de sentimentos ao ler Proibido, principalmente o ódio pela situação daquela família que ao meu ver foi o principal fator para que Maya e Lochan não se vissem como dois ir,ãos.
    Apesar de não ter gostado do final, até compreendi a escolha da autora, apesar do sentimento lindo que existiam entre eles o final foi uma forma de Tabitha afirmar que aquilo era errado e que a se não terminasse como terminou ele iriam viver uma vida de erros.
    Deixa eu parar que já quero chorar aqui.

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Ah, flor, eu amo esse livro... É o tipo de romance que te arrebata, que te envolve, que te leva para o meio da história e te faz desejar ter sido um adulto, alguém de referência, que pudesse ajudar essa família. Alguém que não apenas os julgasse, mas que – ao invés disso – os visse como a autora nos fez vê-los. Uau. É uma obra-prima em minha opinião. Um tabu bem desenvolvido.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá , já tinha visto a capa desse livro , mas nunca imaginei que o livro tratava-se dessa história , meu deu eu preciso ler esse livro . Gosto de livros que meche com o sentimento das pessoas igual você ficou se questionando e mesmo assim ficou em cima do muro em ralação o que achar , sua resenha me deixou louca para ler e saber o que acontece com os personagens e que rumo a vida deles tomam e já tomei ódio da mãe só de saber que ela não é presente na vida dos filhos o que infelizmente hoje em nossa sociedade e bem comum .

    ResponderExcluir
  14. Oii, tudo bom?
    Bem, eu me sinto curiosa para ler este livro, mas, ao mesmo tempo não sei se vou saber lidar com esse misto de sentimentos que você citou. De cara, ao ler a temática já senti uma certa repulsa, por se tratar de incesto, mas, aí surge a pergunta na minha cabeça: em que situação isso começou? E aí começo a ficar confusa rs. Enfim! Acho que por se tratar de uma obra tão intensa, ainda vou demorar para lê-la. Adorei sua resenha!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  15. Oi *--*

    Li esse livro ano passado e vou te falar, não deu certo pra mim. Li sem preconceitos a estória mas não entrava na minha cabeça toda a situação dos irmão. Me senti irritada pela mãe deles e ficava pensando que o Lochan era um cara perturbado. Achei bem previsível o final pois quando as coisas começaram acontecer já dava pra imaginar. Mas enfim. Adoro ver resenhas com opiniões diferentes da minha.

    Bjos
    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/05/resenha-trama.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Stefani!
      Também fiquei com muita raiva da mãe do Lochan, tava vontade de entrar na história e dar umas sacudidas nela para ver se acordava e se comportava como uma mãe. Eu fiquei chocada com o final, não passou pela minha cabeça tal desfecho.

      obrigada pela visita!

      Excluir
  16. Não vejo a hora de ler, e sei que preciso de uma preparação, isso por conta das resenhas que já li sobre o livro. Mas isso não me desanima, pelo contrário, fico ainda mais ansiosa pela leitura. Gosto deste sobe e desce das emoções.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Leia sim, é um livro intenso que tem que ser lido com uma mente aberta, se não não consegue ir adiante. rs' Quando ler venha me contar o que achou.

      beijos e obrigada pela visita

      Excluir
  17. Olá flor, já faz tempo que quero ler essa obra, mas ainda não tive a oportunidade. Deve ser uma leitura bastante tensa.

    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Fiquei com medinho de ler porque eu fico bastante emotiva dependendo da carga emocional que a trama trás e, pela sua resenha, isso está bem forte. Só que, droga, você me deixou curiosa mesmo assim! haha.
    Beijo, Mari

    ResponderExcluir

Olá, que bom ter você aqui no meu cantinho, obrigada pela visita e pelo seu comentário, saber a sua opinião é muito importante! Volte sempre!